Foge, segue e rejeita!

Postado em
4

Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor. E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas. 2 Timóteo 2.22, 23

Eu amo toda a Palavra de Deus, vejo a Bíblia como um manual de conduta e nela encontramos em detalhes instruções para todas as áreas da vida.

Temos no texto base deste post instruções claras que devem ser observadas com atenção e disposição para serem praticadas. Sabemos que as verdades conhecidas tem um poder em nós, mas as praticadas transformam a nossa história!

Na carta de Paulo ao jovem ministro Timóteo, seu filho na fé, como ele mesmo diz nos versículos iniciais da epístola, vemos o amor, o zelo e o cuidado de Paulo com a vida espiritual e sei que se seguirmos estes conselhos nos pouparemos de transtornos e sofrimentos.

Poucos são os versículos na bíblia que começam com a palavra FOGE, lembro-me especificamente de dois em 1 Coríntios que nos mandam fugir da prostituição e da idolatria. Não sei o que vocês pensam, mas quando a bíblia nos manda fugir, não é um conselho, mas uma ordem! Não há desculpa, acordo, contra argumentação, não há outra escolha. E a ordem aqui é: foge das paixões da mocidade. Essas paixões tem o poder de nos aprisionar, paralisar e o contato demorado diante delas é como estar parado em areia movediça. Essas paixões têm o poder de embriagar como o vinho e mudar a sobriedade daqueles que se envolvem com elas.

Se vamos fugir de algo é bom ter uma meta, uma alvo na direção contrária do que estamos fugindo. E Paulo mostra a Timóteo o que deve estar diante dos seus olhos: a justiça, a fé, o amor, e a paz. É segurança para nós termos sempre essas virtudes como meta, como objetivo de vida. Se nos ocuparmos com estas coisas não haverá espaço para mais nada. Não haverá tempo a ser perdido com coisas vãs.

E por fim ela manda rejeitar questões insensatas que promovem contendas. Não fomos chamados para discutir a Palavra, mas para pregá-la! Eu não gasto o meu latim com discussões sem fim e que não promovem edificação. É muito comum vermos nas redes sociais pessoas se indispondo com outras em discussões que não levam a lugar algum. Precisamos andar em amor e aprender a conviver com nossas diferenças doutrinárias. As maiores igrejas na era da igreja primitiva não eram exatamente iguais em questões doutrinárias e apesar de haver muita discussão entre os membros das igrejas, seus líderes conviviam bem e respeitavam suas diferenças entendendo que cada um havia recebido de Deus sua missão.

Quando estivemos seguindo a justiça, a fé, o amor, e a paz nossas diferenças serão pequenas diante daquilo que nos une!

Quero deixar neste post os conselhos de um homem que alcançou sucesso em Deus e cumpriu muito bem o seu papel nesta terra. Fuja das paixões da mocidade, segue a justiça, a fé, o amor, e a paz e repele as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas.

Seja abençoado na prática das Palavra de Deus!

4 COMENTÁRIOS

  1. Palavra oportuna para o atual cenário do país. Era o que estava procurando. Estava me cansando de ver discussões contra e a favor de políticos e ideologias do momento, percebi que seria perda de tempo e paz de espírito entrar nestas questões.

DEIXE UMA RESPOSTA