O propósito da excelência

Postado em
0

por Edivan Biones
*Graduado na Escola de Ministros Rhema

Somos filhos de um Pai excelente, por isso podemos não só desfrutar do que é excelente, mas principalmente evidenciar excelência em tudo que fizermos, pois temos a Sua natureza!

 

Deus é excelente em tudo que faz: “Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom” (Gênesis 1.31). Ele deseja que a excelência seja evidenciada em tudo que Ele inspira os Seus filhos a fazer. Mas ainda assim a excelência tem um propósito a ser alcançado.

Excelência é revelada quando damos o nosso melhor com o que temos!
Eu não acredito em um Reino Celestial sem excelência!
Excelência evidencia o nosso Deus e o Seu Reino.

É a vontade de Deus que a excelência que existe no Céu se manifeste aqui na terra para nós, em nós e através de nós! (Mateus 6.10).

Fica fácil de compreender que podemos evidenciar e desfrutar da excelência do céu quando entendemos que não existe mais separação entre nós, que por meio de Cristo Ele nos religou com o céu (Efésios 1.10 – Colossenses 1.20).

Deus é o dono da prata e do ouro (Ageu 2.8).

A Bíblia revela essa verdade para que nós, que somos os Seus filhos, desfrutemos de Seus recursos que estão disponíveis para nós hoje na Nova Aliança, pois somos a última casa a qual o profeta Ageu se referiu.

O versículo acima está dentro de um contexto que a disponibilidade dos recursos divinos tem como propósito promover a manifestação de Paz a ser alcançada pela salvação. No entanto, juntamente com Seus recursos Ele disponibilizou uma glória maior que nos capacita a cooperar com o Seu propósito principal.

No capítulo 1 Deus inspira o profeta Ageu a exortar o povo quanto ao nível de relevância que eles deram ao Templo que estava em ruínas. O Senhor não se levantou contra eles terem casas excelentes e confortáveis, mas sim quanto a falta de consideração para com o Templo que na época era o local da Sua habitação e que revelava a Sua glória. A falta de consideração do povo para com o Templo demonstrou que eles focaram mais em si, em vez de focar no cumprimento do propósito divino. Logo, o desequilíbrio de valorizar mais as suas casas do que o Templo os impediu de desfrutar da manifestação divina em tudo que fizeram com o trabalho das suas mãos (Ageu 1.6).

A vontade de Deus era que a excelência fosse evidenciada tanto nas suas casas como também no Templo, pois a manifestação da excelência sempre glorifica a Deus! Nos dias do profeta Ageu faltou equilíbrio para o povo de Israel, mas na Nova Aliança, Deus nos deu espírito de poder, de amor e de equilíbrio.

Não podemos viver na mediocridade, precisamos viver uma vida no espírito de maneira equilibrada e intencional evidenciando e desfrutando da excelência do reino que estamos inseridos. Contudo, o propósito da manifestação dessa excelência precisa estar bem claro não só para os nossos olhos, mas principalmente em nossos corações!

Quando pensamos sobre excelência o primeiro personagem bíblico que vem a nossa mente é Salomão e o seu reino. Por diversas vezes absorvemos e citamos o exemplo do seu reinado.

A fama que o rei transmitia a respeito do nome do Senhor, a sua sabedoria, a casa que construíra, a maneira que os seus servos se vestiam e serviam no Templo, evidenciava tanta excelência que impactou a Rainha de Sabá de uma maneira tal que a deixou admirada. Devemos considerar que a excelência do rei Salomão e do seu reinado, manifestava aqui na terra a essência do Reino de Deus. Precisamos exalar essa mesma essência e também considerar relevante que o propósito da manifestação da excelência é um tesouro que vai muito além da beleza que existe nas coisas naturais. Ele se estende a eternidade das pessoas.

Jesus disse que a Rainha do Sul (se referindo a mesma rainha de I Reis 10) se levantará, no Juízo, com esta geração e a condenará; porque veio dos confins da terra para ouvir a sabedoria de Salomão (Mateus 12.42).

Jesus afirmou que a rainha de Sabá vai ressuscitar para condenar a geração daquela época. Se ela vai julgar uma geração e condená-la, isso significa dizer que a rainha alcançou a salvação.

Salomão alcançou o tão sublime propósito da excelência, a salvação da rainha de Sabá!

Oh, Aleluia!!!

Tudo que fizermos aqui na terra precisamos fazer com excelência! Contudo, a motivação que deve arder em nossos corações é que a excelência evidenciada por meio da nossa vida e por meio do nosso serviço manifeste o Senhor e o Seu reino com o propósito de alcançar o coração das pessoas e influenciá-las para à Salvação!

Qualquer outro propósito a ser alcançado por meio da excelência que não seja a salvação de pessoas, está em descompasso com as batidas do coração de Deus!

Excelência que não promove salvação é vaidade! A excelência tem um propósito: Proporcionar a salvação de pessoas!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA