Administrando os dízimos

Postado em
0

por Nemias Silva Júnior (São Paulo-SP)

Quando olhamos para o Ministério Verbo da Vida, vemos que o Senhor tem derramado graça e há uma nota de expansão para este tempo.

Isso aumenta a nossa responsabilidade e o zelo que devemos ter com os fundamentos que nos foram confiados. Não podemos deixar que os princípios sejam abalados. Ser fiel em devolver os dízimos, além de fazer uma administração depois de honrar ao Senhor, é indispensável.

“Por esta razão, importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos” (Hebreus 2.1).

A prática desses princípios irá fazer com que as bênçãos e a bondade de Deus se manifestem em nossas vidas, independentemente das adversidades. Nós temos princípios na Palavra, e é ela quem nos sustenta em tempos difíceis. Não é difícil honrarmos a Deus com uma parte, quando sabemos que Ele é dono de tudo. A verdade está diante de nós e diante dela nós temos que fazer escolhas.

Vale a pena zelar pelos princípios. Não importam os valores, a bênção é quem enriquece. Mas, não devemos olhar somente os resultados momentâneos.

Em Gênesis 14.17-23, podemos ver a forma como Deus moveu os homens a seguirem Abraão. Da mesma maneira, o Senhor nos conecta a outras pessoas em nosso Ministério e isso não vem pela nossa própria força. Mas, o que se destaca nesse texto é que Abraão é um exemplo em administrar depois de honrar ao Senhor — ele honrou ao Senhor. Quando encontrou o sacerdote, sentiu-se o dono de tudo. Mas, depois que deu o dízimo, foi administrar. A administração vem depois da honra. Às vezes, estamos em uma situação de dificuldade, mas a sua atitude de honrar a Deus vai trazer a bênção.

Há alguns fundamentos para exercer essa obediência aos princípios. Em primeiro lugar, mantenha os dízimos como primícias. Depois, administre bem os recursos que o Senhor lhe deu. Seja generoso, plante sementes, libere a sua fé e confesse. Eu aprendi que tudo que não é gente, é coisa, e, o que é coisa, ouve a nossa voz. Pratique bem esses princípios e a bênção vai lhe alcançar. Deus está interessado em trazer aumento para você e ensinar por qual caminho isso vem. Nós podemos conhecer esse caminho, mas no meio da pressão, podemos nos desviar e fazer escolhas que irão nos comprometer.

No capítulo 1 de Gênesis, Abraão pode ter ficado com medo, mas o Senhor o confortou, pois Ele é o nosso escudo e proteção. Ventos contrários não podem tirar essa proteção de você. Ele nos guarda e nos dá estratégias para prosperar. Se estivermos em um caminho que o Senhor esteja livre para se manifestar, nada irá nos parar.

“Porque o Senhor Deus é um sol e escudo; o Senhor dará graça e glória; não retirará bem algum aos que andam na retidão. Senhor dos Exércitos, bem-aventurado o homem que em ti põe a sua confiança” (Salmos 84.11 -12).

É possível viver em abundância e em paz, apenas continue sendo fiel.

 

Trechos da mensagem de 24 de março de 2022, na Reunião de Pastores e Diretorias.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA