Cultura da gratidão

Postado em
0

por Samir Sousa
*Integrante da equipe ministerial da Igreja Verbo da Vida Sede

A oração é poderosa. Louvor e adoração também. Agora, imagine tudo isso junto… Fica mais poderoso ainda!

Em João 4.23 está escrito: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”.

A oração é poderosa, porém, existem pessoas que só praticam a oração de petição. Essa oração não é errada, mas não devemos praticar somente ela, temos que entender a necessidade de outros tipos de oração, como a de ações de graça, por exemplo. É importante ter um momento para levantar as mãos e engrandecer ao nosso Pai.

Nós podemos pedir em oração, mas não podemos viver somente assim, pois temos que ter, também, uma consciência de gratidão.

Em Êxodo 23.25 está escrito: “E servireis ao Senhor vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e eu tirarei do meio de vós as enfermidades”.

Quando você adora, ora e louva em ações de graças, muitas coisas você não precisa nem pedir, pois elas vêm no automático. Deus procura os verdadeiros adoradores. Se tem filho d’Ele adorando, Ele vê, com certeza. Isso desde a Velha Aliança. Imagine agora, que temos a companhia do Espírito Santo. 

No dia em que você parar um pouco de pedir e passar a agradecer mais, você verá as obras de Deus em sua vida.

Procure ter uma vida de oração, louvor e adoração, não trate isso como um fardo, mas sim como algo recorrente. Logo você perceberá que o louvor, a adoração e oração estarão fluindo espontaneamente, fazendo com que você perca até a noção do tempo, de tão prazeroso que será, gerando fé para sua vida. Haverá dias em que estaremos fracos e não desejaremos orar e louvar, mas quando estivermos conectados com Ele, uma nota virá do nosso coração acerca do louvor e oração de ações de graças. Assim, logo lembraremos daquilo que temos para agradecer.

Precisamos ter uma cultura de gratidão.

Em Atos 16.25 está escrito: “Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam. De repente, houve um terremoto tão violento que os alicerces da prisão foram abalados. Imediatamente todas as portas se abriram, e as correntes de todos se soltaram”.

Paulo e Silas foram presos, apedrejados e açoitados. Será que eles tinham motivos para agradecer no natural? A resposta é “sim”, pois eles sabiam quem era o Pai deles. Ao invés de murmurar e reclamar, os dois adoravam e oravam enquanto estavam presos. Eles conheciam o motivo de louvar, adorar e orar: o motivo é o Pai. Eles sabiam quem era o Pai.

Não perca as oportunidades de orar, louvar e adorar ao Senhor em gratidão. Deus está interessado nessa forma de comunhão para com Ele. Ele é um Deus que dá sem você sequer pedir, basta você agradecer.

Em II Crônicas 5.3 está escrito: “E aconteceu que, quando eles uniformemente tocavam as trombetas, e cantavam, para fazerem ouvir uma só voz, bendizendo e louvando ao Senhor; e levantando eles a voz com trombetas, címbalos, e outros instrumentos musicais, e louvando ao Senhor, dizendo: Porque ele é bom, porque a sua benignidade dura para sempre, então a casa se encheu de uma nuvem, a saber, a casa do Senhor”. Isso deve acontecer em nossa casa também, pois quando acontece em nossa casa, se estende até a nossa igreja. 

Quando você está cheio do Espírito, você passa por cima de qualquer problema.

Não esqueça de agradecer! O agradecimento a Deus é importante; seja através do louvor, da oração ou adoração.

*Texto extraído do Site da Igreja Verbo da Vida Sede em Campina Grande,PB

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA