Último dia da caravana em Israel!

Postado em
0

Quarta-feira, 01 de Fevereiro de 2017,

16472797_1618331121526961_2513081415419406248_n

O último dia da 1ª Caravana Verbo da Vida na Terra Santa apontou mais uma vez para o futuro.

Nosso grupo foi visitar o Monte Moriá, o Monte do Templo, hoje também conhecido como Esplanada das Mesquitas.

MONTE DO TEMPLO

16473824_1618327448193995_4040488593648207127_n
O Monte Moriá foi o local onde Deus pediu que Abraão sacrificasse seu filho Isaque e onde Ele também o livrou, provendo o sacrifício. Este episódio apontava para o sacrifício de Jesus no futuro.

Anos mais tarde, o profeta Gade, ordena que Davi ofereça sacrifício ao Senhor neste mesmo lugar. A terra pertencia a Araúna, o Jebuseu. E quando este quer dá-lá ao Rei, Davi não aceita o presente. Pois não poderia oferecer ao Senhor um sacrifício que não lhe tivesse custado nada.

Mas é  Salomão quem, após a morte de Davi, constrói o  Templo do Senhor neste Monte e a Glória do Senhor passa a habitar nesse lugar.

O Templo foi destruído pelos babilônios e reconstruído a partir de 537 a.C. Inaugurando  o chamado período do 2º Templo.

Neste monte, todo o povo subia para as festas e para oferecer os sacrifícios. Tantas vezes o próprio Jesus esteve neste Templo!

Em 70 d.C., o 2º Templo e a cidade de Jerusalém são destruídos, desta vez pelos romanos. E os judeus expulsos são dispersos pelo mundo.

A partir do final do Século VII, os muçulmanos tomam o Monte e constroem as Mesquita Aqsa e o Memorial Domo da Rocha, alegando que o profeta Maomé aterrissou com seu burrinho voador neste local.

Essa passagem não existe no Alcorão, de fato não existe nenhum relação comprovada do Monte Moriá com o Islamismo, como lembrou Dafne.

“Após a Guerra dos Seis Dias em 1967, nós tomamos essa região de volta, mas a ONU decidiu que ela ficaria sob administração dos muçulmanos. Isto aqui é território de Israel, o exército aqui é de Israel, mas são eles que administram, decidem quando abre, quando fecha, o que acontece aqui.

No ano passado, a ONU, faz um documento assinado por vários países, inclusive pelo Brasil, declarando que este Monte não tem relação com os judeus, ou com a história de Israel.

Como não tem relação com a História de Israel? Todos os dias cristãos do mundo todo vem visitar este local, o local do Templo do Senhor, do Deus de Abraão, Isaque e  de Jacó. E esse local não tem relação com Israel? Isto acontece pela força do Petróleo que os muçulmanos possuem.

Esta semana então, um novo secretário-geral da ONU, voltou atrás e disse que sim, este lugar tem relação com Israel. “Aguardemos o futuro”, desabafou nossa guia, Dafne Breuer.

“O futuro aponta para a volta de Cristo“, lembrou Manoel Dias.

“Este lugar será restaurado e aqui reinaremos com Cristo. Após a sua volta. Como Igreja, temos o papel de interceder, nós vamos trazer Israel de volta. E o Verbo da Vida começa uma nova história com a Nação de Israel”, afirmou Manoel Dias.

Do Monte do Templo avistamos a Porta Dourada, local por onde o Messias retornará (Ezequiel 43:1-7)

Que privilégio pisarmos antes nesse lugar!

QUARTEIRÃO JUDAICO

Menorá Dourada
Menorá Dourada

Após sair do Monte do Templo, nossa Caravana seguiu para o Bairro Judeu, onde reuniu-se ainda mais uma vez no Muro Ocidental.

O grupo passou pela Menorá Dourada em frente ao Instituto do Templo, um Órgão voltado para o estudo e a preparação da reconstrução do Templo.

Observar a vida comum no Bairro Judeu é testemunhar o cumprimento da profecia de Zacarias, que anunciou a volta do povo judeu a terra e o reconhecimento do Estado de Israel ocorrido em 1948.

“Assim diz o Senhor: Voltarei para Sião, e habitarei no meio de Jerusalém; e Jerusalém chamar-se-á a cidade da verdade, e o monte do Senhor dos exércitos o monte santo. Assim diz o Senhor dos exércitos: Ainda nas praças de Jerusalém sentar-se-ão velhos e velhas, levando cada um na mão o seu cajado, por causa da sua muita idade. E as ruas da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão”, Zacarias 8:3.

Pr. Carlos Alberto mencionou a passagem de Romanos em que Paulo alerta a Igreja a considerar a nação de Israel. Lembrando que, como zambujeiros fomos enxertados na Promessa que era para Israel, os ramos naturais. Mas a promessa do Senhor é restauração completa de de Israel, como Igreja precisamos estar ligados à vontade de Deus.

“E  se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado no lugar deles e feito participante da raiz e da seiva da oliveira, não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti. Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu pela tua fé estás firme. Não te ensoberbeças, mas teme; E ainda eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os enxertar novamente”, Romanos 11:17, 18, 20, 23

Já no ônibus a caminho para o aeroporto, Manoel Dias agradeceu à guia Dafn Breuer e ao motorista Alli, por toda dedicação, cuidado e carinho neste tempo precioso. Manoel Dias fez uma oração por eles despedindo-os. Foi entregue também uma oferta do grupo como forma de mais um reconhecimento.

Dafn agradeceu emocionada:

“Vocês são diferentes, realmente a alegria de vocês é contagiante. Estes foram dias muito especiais para mim e eu quero agradecer a vocês por isso.
Existe uma expressão que dizemos em hebraico que é Leshana Habaa Biyrusshalayin, e significa: “No Ano Que Vem em Jerusalém”. Creio que podemos todos repetir isso, pode ser que demore um pouco mais, pode ser menos de um ano, mas acreditamos que quem declara isso sempre retornará  a Jerusalém. E eu espero revê-lo sem breve. ‘Leshana Habaa Biyrusshalayin!'”

“Eu creio que  depois desta viagem o Verbo da Vida voltará muitas vezes à Israel“, Afirmou Mama Jan.

Nesse espírito de emoção e gratidão a Deus por tudo vivido, a Caravana seguiu para o aeroporto rumo à Roma para última etapa da viagem.

“Os nossos pés estão parados dentro das tuas portas, ó Jerusalém! Jerusalém, que és edificada como uma cidade compacta, aonde sobem as tribos, as tribos do Senhor, como testemunho para Israel, a fim de darem graças ao nome do Senhor.
Pois ali estão postos os tronos de julgamento, os tronos da casa de Davi.
Orai pela paz de Jerusalém; prosperem aqueles que te amam.
Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palácios.
Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: Haja paz dentro de ti. Por causa da casa do Senhor, nosso Deus, buscarei o teu bem.”
Salmos 122:2-9

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA