Levante visionários

Postado em
0

por Thiago Garcia 

Queria trazer uma frase de um autor desconhecido, para nos ajudar a pensar naquilo que Deus tem para nós. No Nordeste, costumamos dizer: “Na vida, tudo é passageiro, menos o motorista e o cobrador”.

De fato, essa frase nos mostra que existe uma diferença de papéis. Existe um papel de liderança, exercido por alguém, que interfere no destino dos demais. Hoje, você é um motorista. Da sua vida, depende o destino de outras pessoas. Outras pessoas estão trilhando caminhos pela direção que você aponta. 

Você, como motorista, carrega uma grande responsabilidade. Tem que passar por exames, passar em um teste de legislação e pela prova prática de direção. De vez em quando, tem que fazer um “teste de bafômetro”, para confirmar que você está sóbrio.

É importante manter sobriedade durante a caminhada. 

Quem está na direção tem que ter o juízo aprumado. Não pode estar embriagado pela emoção do momento, pela raiva, pelo rancor, pela ira, pela empolgação ou pela fama. 

Nossa família foi transformada por esta visão há 30 anos. Fomos revigorados. Algo nos transformou e nos colocou em um trilho. Quando Guto Emery trouxe para o meu pai a necessidade de servir em São Paulo, ele disse: “Olha, Guto, nós não temos uma visão pessoal. No meu coração, há um desejo de servir à visão que Deus colocou no coração do Pr. Bud Wright e no seu coração”. No final de 2012, estávamos todos em São Paulo. 

Nós crescemos nesse ambiente, onde servir a Deus e fazer a vontade d’Ele era prioridade em nossa vida. Crescemos com a clareza de que não estamos aqui para fazer o que a gente quer. Eu não tenho uma visão pessoal. 

Se a gente está no Verbo da Vida, é para fazer uma visão que já existe, acontecer. É por isso que você é motorista. Agora, o motorista tem que ter clareza do destino. Guto tem uma frase que diz: “Quem não sabe para onde quer ir, vai para qualquer lugar e ainda pensa que está certo”

No livro de Neemias, a gente vê um grande visionário que conseguiu levar o povo para uma grande realização. Porque não existe realização sem visão!

Encontrei um conceito de visão que achei interessante:

“Visão é uma imagem mental de como o futuro poderia ser, incendiada por um entusiasmo de fazer acontecer.”

Foi isso que Neemias apontou para o povo de Israel. Certo dia, ele foi servir ao rei como copeiro. O rei percebeu que ele estava triste, visto que estava com uma dificuldade em Jerusalém. Assim, o rei liberou Neemias, e este pediu para o rei algumas cartas e uma autorização para levar madeiras para lá. 

Quando Neemias chegou em Jerusalém, demorou três dias para começar a fazer alguma coisa. Você sabia que você não toma boas decisões cansado? Tem gente que sabe por experiência própria. 

Depois do descanso, Neemias foi inspecionar os muros de Jerusalém. Ele verificou tudo, pois queria ter clareza de onde estava. 

Muitas vezes, as pessoas interpretam equivocadamente a mensagem da fé. A fé não nega as circunstâncias. A fé nega o direito da circunstância se sobrepor à Palavra de Deus na nossa vida. Assim, Jesus disse que Jerusalém estava em ruínas. 

Precisamos comunicar com clareza as dificuldades a serem superadas. Precisamos aprender a trabalhar com clareza e comunicar com clareza às pessoas, pois a realidade precisa, constrói confiança entre você e elas. 

Além de dizer às pessoas o lugar onde estamos, nós precisamos comunicar para elas o porquê de não podermos permanecer ali. Foi isso que Neemias fez e o Pr. Bud fez também.

Estamos vendo onde estamos, mas vem alguém enviado por Deus e lança para nós uma visão que nos motiva a sair do lugar que estamos e nos levar ao lugar que Deus deseja. 

Liderar não é um cargo, não é presidir nada, não é ser dono de nada. Liderar é movimento. É sair de um lugar e chegar a outro, onde Deus aponta para cada um de nós. Isso é visão. Foi isso o que Neemias fez com o povo de Israel. 

Quando você comunica a visão de Deus com clareza, as pessoas vão estar animadas, entusiasmadas, fortes, corajosas, arrojadas, dispostas, persistentes e determinadas. 

Isso está ao seu alcance. Você só precisa inspirar as pessoas com a clareza de onde nós estamos e de para onde estamos indo. E testificar como Neemias fez. 

Isso não significa que, na nossa trajetória, não vamos ter oposição. Tem muita gente pronta para criticar. Mas nós somos o motorista. Nós temos autoridade. A questão não é se vai ter oposições, mas onde está o nosso foco. Será que vai estar no Deus dos céus, que nos dá êxito?

A reconstrução dos muros de Jerusalém foi uma grande proeza. Em 52 dias, eles foram reconstruídos. Todo mundo virou pedreiro e Neemias soube extrair o interesse das pessoas fazendo com que isso contribuísse para a visão de Deus se concretizar. 

Aprenda a aproveitar o interesse das pessoas para que isso gere esse caminho até a visão de Deus. Quem gosta de cantar, direcione para o o grupo de música. Quem gosta de criança, coloque no Departamento Infantil.

No Verbo da Vida, estamos fazendo o quê? A nossa clareza vai fazer toda diferença. É nesse momento que você deixa de andar em círculos. Nós estamos indo para um lugar que Deus já apontou para nós de antemão: alcançar o Brasil e as nações com a Palavra da Fé e o amor. Nós já sabemos o que temos que fazer. 

Nós somos da fé e não nos envergonhamos. Não podemos nos envergonhar daquilo que Deus nos confiou.

“Pois é crendo de coração que você é declarado justo, e é declarando com a boca que você é salvo” (Romanos 10.10).

É essa Palavra que está na nossa missão e que vai nos levar para onde Deus deseja. É essa a Palavra da Fé. Nós não estamos aqui para fazer o que nós desejamos. 

Por que queremos fazer do nosso jeito? Não dá para ser pastor do Verbo sem ser guiado, sem estar sensível. Quando junta o Espírito Santo, aí o negócio fica caprichado mesmo.

Pr. Bud teve muita habilidade na forma de comunicar a visão para nós. Com todo carinho e respeito, um caipira, que não estudou nada, estava sensível. O Pr. Bud nos mostrou onde estávamos, porque não poderíamos continuar daquele jeito, e nos inspirou para uma caminhada de fé e amor. 

Essa visão nos leva a um lugar. Nós estamos caminhando e você é o motorista.

Para levarmos essa visão adiante, precisamos entender o tipo de pessoa que devemos levantar. Devemos levantar pessoas que tenham condições de reproduzir a visão. Não devemos só levantar passageiros, mas motoristas. Não somente apenas executores, mas outros visionários. 

Se levantamos outros visionários, essa visão vai seguir adiante, até mesmo quando não estivermos presentes.

*Trechos da mensagem de 28 de maio de 2022, na Conferência de Ministros Centro-Oeste.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA