O homem para quem a destes

Postado em
2

por Perilo Borba

Neste fim de semana, também estamos envolvidos em mais um ECC – Encontro de Casais com Cristo. Juntamente com outros homens e mulheres de Deus da nossa igreja estamos servindo a dezenas de casais que estão, em Lagoa Seca-PB, se encontrando com o amor de Deus e a vontade dEle para os seus casamentos. É um trabalho maravilhoso, que tenho a honra de dizer que meus pais têm liderado há vários anos.

Aproveitando o clima, quero justamente falar sobre casamento. Deus, muito mais inteligente do que o homem, viu que não era bom ele ficar só, então, criou a mulher. Ao vê-la, foi amor à primeira vista. Adão, romanticamente, admirou-a e se declarou: “osso dos meus ossos, carne da minha carne…”. Estavam nus, viviam muito bem, cultivavam o Éden, havia total transparência e cumplicidade entre eles.

Isso me ensina que casamento é uma bênção. Foi baseado nisto que decidi casar há 3 anos e meio, mesmo ouvindo de alguns senhores: “você é muito novo para isso”. Aprendi que nunca se é “novo demais” para ser feliz. É bem verdade que o casamento requer maturidade e responsabilidade, mas ambas condições  não tem tanto a ver assim com a idade.

Não me arrependo. Precisei renunciar muitas coisas, sim, mas tem valido a pena. De vez em quando surgem problemas, sempre temos que lidar com nossas diferenças, mas seguindo o manual de quem inventou o casamento, ele funciona, e temos desfrutado desse funcionamento! Funcionou para Adão e Eva também por um bom tempo, até que… desobedeceram!

Após o pecado, quando indagado por Deus se havia desobedecido, Adão começou a tentar se explicar: “Foi a mulher que tu me destes” (Gênesis 3.9 – NVI).  Posso dizer que aí começam realmente os problemas.

Para você que pensava que casar foi o seu problema, eu lhe digo, pecar é que foi o seu problema. O pecado transformou o Adão admirador em um acusador. Ele logo jogou a culpa para Eva, colocou-se na passiva, fez-se de vítima. Eva, por sua vez, colocou toda a culpa na serpente. É o que muitos de nós fazemos muitas vezes, culpamos os outros e o diabo pelos nossos erros. Mas, se comemos o fruto proibido foi porque, primeiramente, nós escolhemos fazer isso, de livre escolha!

Adão e Eva logo se cobriram. Eu sei que isso significa a tentativa de fazer justiça própria, espiritualmente falando. Mas, também significa egoísmo, priorizar-se, fechar-se para o outro, ocultar, enfim, buscar o seu próprio interesse.

Graças a Deus por Cristo. Ele veio restaurar a nossa condição de justiça, mas também nos dá a condição de amar novamente, de ser feliz e casado. Por isso, Paulo o usou como exemplo para os casais: Homens, amem como Cristo. Mulheres, se submetam como a Cristo. A justiça veio, o amor veio, a felicidade para o casamento também!

Comece por você a mudança que o seu casamento e a sua família precisa. Quais erros tem cometido? Em vez de dizer: “Foi a mulher que Tu me destes”, diga “foi o homem para quem a destes”. Confesse os seus erros, arrependa-se e mude! É um processo, levará um certo tempo, mas funcionará. Seu casamento será outro!

É melhor serem dois do que um. Há muito maior paga. Há mais resultados, mais conquistas, mais avanços! Por que? Porque quando um cai o outro o levanta, e quando um está com frio, o outro o aquece. Ou seja, um faz o que o outro está precisando. Em vez de se cobrir, cubra o outro. Por isso casamos, não somente para sermos felizes, mas primeiramente para fazermos o nosso cônjuge feliz.

Em vez de olhar para os defeitos do seu cônjuge, atente para os seus. E concerte-os, seguindo o Manual, a Palavra de Deus. Aproveite as outras milhares de árvores do jardim, obedecendo ao Senhor, “desfrutando da vida com quem você ama” (Eclesiastes 9.9 e Provérbios 5.19).

Ame seu cônjuge como ele é hoje. Você o(a) amou assim um dia! Foi isto que lhe levou ao altar, é isto que vai lhe manter. Não espere ele(a) mudar o que for que seja. Ame como está agora. Se houver alguma mudança, será um plus, um extra, lucro! Não condicione o seu amor a mudanças naquela pessoa que Deus lhe deu. Mas, se foque nas mudanças da pessoa para quem Deus deu aquela pessoa, você.

Mude-se, aperfeiçoe-se, seja melhor, plante o que você quer colher. Deixe de cobrar mudanças e comece você mesmo a pagar o que deve, afinal, sempre seremos devedores (não cobradores) de amor – Romanos 13.8… Se você sempre vai está devendo, pare de ficar cobrando.

2 COMENTÁRIOS

  1. Me alegre de mais de vc, meu querido, meu eterno menino/Homem, instruido pela Palavra, crescendo em sabedoria, podendo ensinar a quem te viu criança, prova de que vc se apegou ao senhor com Amor e está correndo a carreira que lhe foi proposta, e tem muito mais pra vc.TE AMO

DEIXE UMA RESPOSTA