De todo coração

Postado em
0

por Renato Gaudard 

Você gosta de tudo o que faz? Se sua resposta for sim, eu gostaria de conhecê-lo e conversarmos mais, porque deve ser uma experiência incrível. Vou fazer outra pergunta: Você faz tudo o que gosta? É maravilhoso servir na obra, é muito bom estar envolvido em tudo o que diz respeito ao reino, mas de fato, a maioria das pessoas não fazem tudo o que gostam ou gostam de tudo o que fazem, bem-vindo ao time! 

Eu não gosto de tudo o que eu faço, e nem faço tudo o que gosto. 

Vós, servos, obedecei em tudo a vossos senhores segundo a carne, não servindo só na aparência, como para agradar aos homens, mas em simplicidade de coração, temendo a Deus. E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens(Colossenses 3.22-23).

Nós temos aqui, nesse versículo 23 duas palavras-chave para que a gente entenda o que Paulo quer dizer com esse texto: “tudo e todo”. “(…) tudo quanto fizerdes, fazei de todo o coração…”. Essas palavras são chaves para nós. Quando entendemos que tudo o que fizermos temos que fazer de todo coração, eu posso entender que Deus não aceita nada pela metade. Deus não recebe nada pela metade. 

O que significa esse “tudo” que Paulo afirma nesse texto? Isso está relacionado a tudo o que vier às suas mãos para fazer. Tudo o que for confiado a você para realizar, tudo o que estiver sob sua responsabilidade. 

Você acredita que esse “tudo” está relacionado com gostar? Tudo o que eu fizer, tem que ser tudo o que eu gostar? Eu posso concluir que existem coisas que vou fazer sem gostar, isso significa que posso fazer coisas, que mesmo que não goste, ainda sim vou fazer de todo o coração. Gostar não é pré-requisito para fazer e nem pré-requisito para fazer bem. Eu não posso fazer e muito menos fazer bem só o que eu gosto. Gostar também não é pré-requisito para crescer, porque ninguém cresce fazendo só o que gosta.

Você acredita que nós chegamos aqui como ministério fazendo só o que gostamos? Você acredita que o Pastor Bud e Mama Jan construíram um ministério fazendo só o que gostavam? E aonde você acha que vai chegar fazendo só o que gosta? 

Converse com qualquer ministro que você entende que tem crescido no ministério se ele só faz o que gosta. No ministério é necessário fazer muitas coisas, e nem todas as coisas que são necessárias são necessariamente prazerosas.

Ministério não é escolher o que fazer, ministério é fazer. Ministério é cumprir. Ministério é realizar. Porque ministério é trabalho. 

Se você estiver disposto a fazer somente o que gosta, não vai chegar muito longe. 

É interessante a maneira como Paulo escreve esse texto. Há muitas pessoas habilidosas, cheia de dons, mas quantas dessas estão com o coração disposto para fazer o que vier às suas mãos? Mas, Paulo não instrui a fazer com a inteligência, habilidade, mas sim para fazer com o coração. Porque ele sabia que se o coração tiver envolvido, Deus tem a sua habilidade, sua inteligência, seus dons. Deus tem você quando tem o seu coração, isso é suficiente. 

Por que Paulo diz “todo coração”? Porque certamente é possível envolver o coração pela metade. Essa expressão é usada também por Jesus quando Ele responde que o principal mandamento é amar ao Senhor seu Deus de “todo o coração”. Isso significa dizer que eu tenho que amar a Deus e fazer o que Ele quer que eu faça “de todo o coração”, porque Ele não recebe o que é parcial. 

Daqui pra frente, vamos colocar ainda mais o nosso coração em tudo o que o Senhor confiar às nossas mãos. 

Muitas vezes, as pessoas usam a expressão “meu coração não está nisso” para dar uma negativa a algo que elas não gostariam de fazer. Mas quando pensamos naquilo que lemos nesses versículos, vamos perceber que a ordem das coisas não é se empenhar e fazer bem só aquilo em que estiver o meu coração. A ordem correta é: se eu tenho que fazer, eu vou colocar o meu coração e farei o meu melhor. Não importa para quem esteja fazendo, vou honrar aqueles que Deus colocou como minha liderança, fazendo de todo o coração como para o Senhor. 

Talvez, você não possa escolher o que vai ser feito, mas você pode escolher de que forma vai fazer. Está nas suas mãos determinar com que nível de excelência aquilo vai ser feito. 

Nós temos em Jesus um grande exemplo. 

Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra” (João 4.34).

Jesus não veio fazer a sua vontade. Mas, fez assim mesmo o que tinha que ser feito. 

Qual era a vontade de Deus para Jesus? Que Ele cumprisse o plano de redenção. E qual é a vontade de Deus para nós? Que façamos de todo o coração. Antes da habilidade, Deus está procurando o seu coração. 

Tem recompensa para aqueles que colocam o coração naquilo que fazem. 

Lendo esse texto de Colossenses, vemos que Paulo não está falando tanto daquilo que se fez, mas principalmente daquilo que se deixou de fazer, ou se fez pela metade. 

É injusto fazer algo e não colocar o seu coração. É injustiça para com Deus, colocar as mãos para fazer e não colocar o seu coração. Deixar de fazer ou fazer de qualquer forma, é injusto. 

Não seja tímido em fazer o seu melhor, há uma recompensa que só Ele pode lhe dar. 

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor” (I Coríntios 15.58).

Deus não tem nenhum problema em deixar você saber que coisas maravilhosas estão disponíveis para você que está pronto para fazer coisas colocando o seu coração. 

 

*Trechos da mensagem do dia 28 de maio de 2021, na Conferência de Ministros Centro Oeste

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA