Evangelismo levou 283 pessoas às ruas em Campina Grande (PB)

Postado em
0

Um mar de amor percorreu as ruas de Campina Grande (PB). Na manhã do último sábado (25), 283 pessoas foram ao Centro da cidade para uma ação evangelística da ONG Vaso Novo, que promoveu a distribuição de brindes aliados ao maior presente de todos: a mensagem da salvação. Esta foi a segunda edição do Chamados para Amar que, mais uma vez, foi um verdadeiro sucesso.

Tudo começou às 8h, durante a concentração dos participantes na Praça Clementino Procópio. Eles estavam vestindo a visão com as camisas personalizadas da ação e animados com as atividades que viriam a seguir. Entre os inscritos, estavam voluntários da ONG; membros da Igreja Verbo da Vida Sede de Campina Grande; alunos da Escola de Ministros e de Missões Rhema; e ainda integrantes da Bandinha Verbo Sede.

Os líderes da Vaso Novo, Marcos Júnior e Erilma Batista, subiram ao coreto daquela praça para deixar um caloroso “bom-dia” para todos. Eles instruíram os envolvidos acerca da programação e ressaltaram o grande privilégio de anunciar o Evangelho. Marcos fez questão de ressaltar o versículo de Isaías 52.7:

“Quão formosos são, sobre os montes, os pés do que anuncia as boas novas, que faz ouvir a paz, do que anuncia o bem, que faz ouvir a salvação, do que diz a Sião: O teu Deus reina!”.

O pastor Thiago Borba, presidente da Igreja Sede, também fez questão de estar presente e alertou os participantes para permanecerem sensíveis à direção do Espírito Santo e serem usados no poder de Deus.

Assim, os Chamados para Amar foram divididos em grupos, cada um para um setor entre as principais ruas do Centro da cidade. Os louvores entoados pela Bandinha chamavam a atenção da população, até mesmo dos que estavam distantes. Alguns dos participantes carregavam placas com recados de vida e amor, enquanto outros levavam brindes e panfletos para serem compartilhados. No total, foram 2 mil rosas, 600 espigas de milho cozido, 1.100 garrafas de água mineral, 500 pirulitos e 5 mil panfletos entregues.

A última ação do Chamados Para Amar havia ocorrido antes da pandemia, em 2019. Só neste ano, o projeto pôde retornar e o amor de Deus alcançou pessoas livremente, através dos sorrisos sem máscaras, abraços apertados e imposição de mãos.

Entre os testemunhos, dezenas de pessoas confessaram Jesus como salvador, outras foram curadas, libertas ou, simplesmente, amadas. “Nada pode ser maior do que a compaixão do Senhor para alcançar vidas! Quanto vale um abraço? Nunca se viu tantas pessoas carentes de afeto e contato, quando um abraço as faz abrir seu coração e deixar a salvação entrar! Pessoas fragilizadas, carentes de um amor que nós temos de sobra! Ha, ha, ha! Certamente, esta ação se repetirá por muitos anos!”, disse Marcos Júnior, comemorando o resultado desta ação repleta de amor e compaixão.

Giovana Oliveira é aluna da Escola de Missões e estava entre os que ergueram as placas com a frase “Jesus te ama”. Enquanto o sinal estava vermelho para os veículos, a equipe acendia o sinal verde para a salvação. “Nunca tinha participado de algo assim antes. A parte mais impactante foi ver o sorriso de algumas pessoas ao ler a mensagem. Cantamos, sorrimos e desejamos um dia abençoado para os pedestres e motoristas. Perto do horário de encerrar a ação, a Bandinha chegou onde nós estávamos, em um cruzamento movimentado no Centro da cidade, então começamos a dançar e a cantar. Do outro lado da rua, vi uma moça que parecia meio infeliz, mas ao ouvir e ver nossa alegria, ela se animou e começou a dançar sozinha olhando para mim. Nunca me esquecerei de como a sua expressão mudou ao ouvir as Boas Novas de Cristo”, disse Giovana.

A voluntária da Vaso Novo, Ana Paula Aciole, também falou sobre uma de suas experiências: “Quando eu fui entregar uma garrafa de água a um homem, vi que ele estava muito emocionado, dizendo que o mundo ainda tem jeito e que ainda existem pessoas que amam ao seu próximo. Ele ficou repetindo isso, chorando muito, e falou que eram lágrimas de felicidade. Que trabalho lindo! Não tem preço você poder passar o amor de Deus para outras pessoas!”.

Paulo Anderson, que é aluno da Escola de Ministros, deixou o relato de uma de suas abordagens: “Havia um jovem que, segundo ele, não sabia nem o que estava fazendo por ali, mas foi impelido a ir falar conosco.

Enquanto ele comia milho e nos ouvia falar, disse que estava reconhecendo a minha voz, mas eu não lembrei dele no primeiro momento. Tratava-se de um rapaz que havia me ouvido ministrar em uma casa de recuperação para dependentes químicos e ouviu sobre meu testemunho por boca de outros internos. Ao se abrir para a Palavra de Deus, tive a oportunidade de ministrar o novo nascimento e orar pela vida do jovem que, em seguida, saiu falando que já sabia quais os próximos passos para a sua vida”.

Os trabalhadores que estavam no Centro da cidade também foram alcançados. É o que destaca Thiago Sampaio, da Vaso Novo. “Tive a oportunidade de orar e ministrar sobre a vida do senhor Renato, um vendedor de calçados de couro. A irmã Ana Lúcia foi quem o abordou e pediu para que eu orasse por ele. Orei, ministrei sobre a sua vida, abençoei seu trabalho e declarei prosperidade sobre aquele talento. Quando falei sobre o trabalho, ele se prostrou em lágrimas, abriu o coração e pude ministrar salvação a ele, que recebeu Jesus, ficou muito feliz e eu mais ainda!”, testemunhou.

Durante os últimos dias, os testemunhos de salvação não param de chegar ao conhecimento dos organizadores. Depois deste retorno do Chamados Para Amar, os planos são para a continuidade da ação e o crescimento dos demais projetos da Vaso Novo. Acompanhe a ONG nas mídias sociais: @vasonovoprojetossociais.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA